Ministério da Saúde recomenda aplicação da 4ª dose em idosos acima de 80 anos

Aplicação deve ser feita quatro meses após a primeira dose de reforço e, preferencialmente, com o imunizante da Pfizer.

Foto: Helder Lima/Prefeitura de Guarujá

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (23) que recomenda a aplicação da 4ª dose da vacina contra a Covid (a segunda dose de reforço) em idosos acima de 80 anos. A informação foi divulgada em uma rede social e publicada em uma nota técnica.

Segundo o Ministério, a aplicação deve ser feita quatro meses após a primeira dose de reforço.

A aplicação da segunda dose de reforço em outras faixas etárias ainda não está definida pela pasta, mas essas recomendações “podem ser revistas a qualquer momento”, informou a nota.

Antes da orientação de hoje, a chamada quarta dose só era aplicada em pessoas – incluindo adolescentes – com imunossupressão. Ou seja, os grupos com problemas no sistema imunológico.

Na nota técnica, o Ministério da Saúde também disse que reconhece que há poucos dados sobre a “magnitude” e duração de uma quarta dose de reforço da vacina contra a Covid, mas que “diferentes estratégias de vacinação por parte dos países devem ser utilizadas com base na situação epidemiológica e na disponibilidade de vacinas e que surgimento de novas variantes de preocupação também deve ser considerado, sobretudo para recomendações a grupos mais vulneráveis”.

“A recomendação foi amplamente discutida pelos especialistas da Câmara Técnica Assessora em Imunizações (CTAI), que consideraram a situação epidemiológica do Brasil e a redução da efetividade das vacinas Covid-19, principalmente entre as faixas etárias mais avançadas”, disse o Ministério da Saúde.

Qual imunizante poderá ser utilizado?

No caso dos idosos com mais de 80 anos, a orientação é que a aplicação seja feita, preferencialmente, com a Pfizer.

Janssen e AstraZeneca também podem ser utilizadas no novo reforço de idosos, independentemente do imunizante anterior, de acordo com a orientação do Ministério da Saúde.

A pasta também reforçou que há vacinas da Pfizer suficientes para aplicação neste grupo e que alguns estados também informaram que têm esses imunizantes em estoque.

Além disso, na última segunda-feira (21), o governo do estado de São Paulo começou a aplicar a quarta dose da vacina contra a Covid-19 em idosos acima de 80 anos.

Fonte: G1

Next Post

Pesquisa de preço: a um mês da Semana Santa, procura e preços de pescados começa a crescer

Qua Mar 23 , 2022
Quem desejar manter sua ceia bem farta sem gastar em excesso pode comprar pesacados agora e congelar aguardando a hora de colocar no fogo. “O preço dos produtos está o mesmo ainda, mas futuramente é inevitável que suba, porque é época de comer peixe e frutos do mar. A demanda aumenta e vem o reajuste, infelizmente […]