Ex-deputado federal, popular e carismático Luiz Argôlo é cobiçado por partidos para tentar novamente uma vaga na Câmara. Confira!

O ex-deputado federal Luiz Argôlo deve se filiar ao MDB para tentar novamente uma vaga na Câmara.

Foto: Reprodução

O carismático e popular Luiz Argolo, herdeiro de Manoelito Argolo de Entre Rios, é um nome forte para ter retorno ao congresso Nacional. A especulação é que o cacique mdbista Lúcio Vieira Lima tem em Luiz Argolo como a grande promessa de votos para o partido, apesar de ter sido acusado de fazer parte do mensalão, independente de estar envolvido ou não, Argolo pagou na justiça ao ter ficado preso. O ex-deputado que é um dos herdeiros do fazendeiro Manoelito Argolo e irmão do prefeito de Entre Rios Manoelito Junior, donos de uma das maiores fortunas do estado, o que torna estranho ser acusado de participar da lava jato por poucos valores.

Luiz Argolo que diante de seu mandato como deputado estadual e federal destinou milhões para 80% de municípios do estado e beneficiou milhões de pescadores, marinheiros, produtores rurais e famílias do campo, além de municípios em riscos. Por conta de milhares de ações positivas e ser um político de boa personalidade, ele é cobiçado pelo MDB e outros partidos que diariamente tentam convencer o jovem político a retornar às suas possibilidades políticas da mesma forma que o ex-presidente da República Lula é cobiçado a voltar a servir o povo brasileiro.

“Procede [a informação]”, resumiu o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, cacique do partido na Bahia. Presidente da sigla no estado, Alex Futuca disse que o martelo não está batido, mas a filiação está encaminhada. “Ainda não há definição, mas é uma tendência acontecer”, argumentou.

Fonte: Bahia Política

Next Post

Bolsonaro vai liberar R$ 2,3 bilhões para reconstrução de estradas

Sex Jan 14 , 2022
O presidente Jair Bolsonaro vai liberar R$ 2,3 bilhões para obras de reconstrução de estradas e cidades atingidas pelas chuvas O presidente Jair Bolsonaro vai liberar R$ 2,3 bilhões para obras de reconstrução de estradas e cidades atingidas pelas chuvas. Os recursos serão direcionados para os ministros de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, segundo apurou o Estadão. […]