Twitter remove postagem de Silas Malafaia chamando vacinação contra Covid-19 em crianças de infanticídio

Foto: reprodução

O Twitter removeu, na noite desta segunda-feira (10/1), uma mensagem do pastor Silas Malafaia que chamou de “infanticídio” a vacinação infantil contra a Covid-19. A publicação gerou reação de internautas, que lançaram a hashtag #DerrubaMalafaia e solicitaram a remoção imediata da publicação.

Ao todo, 11 postagens do líder evangélico já foram removidas pela plataforma. Malafaia é um aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), que frequentemente critica as vacinas e tem se manifestado contra a vacinação de crianças, que já acontece em países como Chile e Estados Unidos, por exemplo.

derrubamalafaia

Em 16 de dezembro, Bolsonaro anunciou ter pedido os nomes dos técnicos da Anvisa responsáveis por aprovar a vacina ao público infantil, dizendo querer “divulgar o nome dessas pessoas”.

COVID-19 EM CRIANÇAS

Segundo o Ministério da Saúde, os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por Covid-19 na faixa etária de 5 a 11 anos representam 0,34% do total registrado no Brasil de março de 2020 a dezembro de 2021.

As informações foram apresentadas pelo secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, durante audiência sobre a vacinação de crianças contra a Covid-19 no país, promovida pelo Ministério da Saúde.

Durante a apresentação, Medeiros mostrou que foram 6.324 casos de SRAG na faixa etária de 5 a 11 anos. Ao todo, 1,8 milhão de casos de síndrome respiratória aguda grave foram registrados no país no período.

Em relação aos óbitos, o percentual é de 0,05% do total registrado, o que representa 311 óbitos em crianças. Ele destacou que a faixa etária acima de 90 anos é a que mais apresenta casos e mortes de SRAG por Covid-19 no período.

Fonte: Aratu On

Next Post

IBGE: inflação oficial fecha 2021 com alta de 10,06%

Ter Jan 11 , 2022
Índice subiu 0,73% em dezembro O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, apresentou alta de 0,73% em dezembro, acumulando aumento de 10,06% em 2021. Os dados foram divulgados hoje (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a maior taxa acumulada no ano desde 2015, quando […]