Dona Neném,lendária baiana do Acarajé de Alagoinhas será homenageada nesta quinta-feira (25)

Foto: Reprodução

Subindo e descendo pelas ruas, levando deliciosos quitutes para vender no Centro da cidade, dentre eles, o acarajé, Dona Neném marcou época em Alagoinhas. Por isso, neste dia 25 de novembro, quando é comemorado o Dia Nacional da Baiana do Acarajé, essa mulher forte e lendária será homenageada pela Prefeitura Municipal, dentro da programação da Semana do Empreendedorismo e da Consciência Negra.

“Acarajé, abará, bolinho de tapioca, cuscuz, bolo de aipim, bolo de puba…tudo naquele tabuleiro era delicioso!”, lembrou a secretária da SECET professora Iraci Gama. Segundo ela, na homenagem que começa às 19h, no Mercado do Artesão, seu filho José Valentino (conhecido por Gandula), participará da representação simbólica. Ele deu seguimento ao tabuleiro de sua mãe de criação até 2011 e a representou, em uma outra homenagem recebida esta semana, na Câmara Municipal de Vereadores, com a Medalha Zumbi dos Palmares, iniciativa da vereadora Juci Cardoso.

“Nós achamos que era importante prestar essa homenagem à D. Neném, pela valorização do trabalho que ela realizou, começando na década de 40. Ela é um orgulho para qualquer baiana de acarajé. Valorizou as mulheres e foi uma grande empreendedora!”, complementou a secretária Iraci, destacando a parceria da vereadora Jaldice Nunes no evento.

Foto: Acervo IPHAN

O ofício da baiana do Acarajé foi considerado patrimônio cultural e está em tramitação para renovação do título, que expira a cada 10 anos. “Essas mulheres são as primeiras grandes empreendedoras do nosso país!”, enfatizou Iraci. Já o acarajé foi tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) como patrimônio nacional.

Em 2018, o prefeito Joaquim Neto assinou dois decretos com a finalidade de se fazer um mapeamento dos terreiros de candomblé e das baianas de acarajé do município. Com a conclusão do primeiro, a secretária Iraci informou que será dada continuidade ao mapeamento das baianas, interrompido devido à pandemia da Covid-19.

As ações da Semana começaram no dia 20 de novembro e vão até o dia 28. Realizada pelas Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente e de Cultura, Esporte e Turismo, ela é resultado da Lei 2554/2021, que cria a Semana Municipal do Empreendedor e Empreendedorismo Feminino Cultural, Rural e Jovem. No dia 20, as homenagens foram para a capoeira e no dia 21, para o samba de roda.

Fonte: SECOM Alagoinhas

Next Post

Homem com tornozeleira eletrônica é encontrado morto em Catu

Qui Nov 25 , 2021
Segundo a polícia, a vítima teria sido atingida com vários tiros. O corpo de um homem ainda não identificado, foi encontrado na manhã de quarta-feira (24/11), em uma estrada vicinal, nas proximidades da Fazenda Eldorado, no município de Catu, às margens da BR-110. Segundo à polícia, a vítima, teria sido atingida com vários tiros. Segundo a […]