Empresa de transporte de Alagoinhas encerra contrato com prefeitura; gestão diz que vai adotar medidas emergenciais

Carta de distrato foi apresentada nesta quinta-feira (28) pela empresa Avanço. Gestão municipal informou que poderá contratar a empresa ATP para assumir as linhas.

Rodoviários de Alagoinhas paralisam atividades por causa de atraso no salário — Foto: Reprodução/TV Subaé

A empresa Avanço Transportes, da cidade de Alagoinhas, que fica a cerca de 123 quilômetros de Salvador, apresentou, nesta quinta-feira (28), uma carta de distrato, uma forma de encerrar um contrato emergencial que tinha com a prefeitura do município. A gestão municipal informou que vai adotar medidas emergenciais.

A carta foi entregue após mais uma rodada de negociação entre a prefeitura, a empresa e o sindicato dos rodoviários, que alegava atraso salarial.

O sindicato dos rodoviários informou que os 86 trabalhadores que prestavam serviço para a Avanço receberam, nesta quinta, o pagamento que estava atrasado. No entanto, não detalhou se a paralisação foi finalizada. Os rodoviários pararam as atividades no último sábado (23) como forma de protesto por causa do atraso no pagamento dos salários.

Por causa do encerramento do contrato por parte da Avanço, a prefeitura de Alagoinhas informou que como medida emergencial poderá contratar a ATP, outra empresa que opera na cidade, para assumir as linhas.

A Avanço foi contratada em junho deste ano pela prefeitura, em caráter emergencial por até seis meses, para assumir 10 veículos de linhas que antes eram operadas pela empresa Cidade das Águas, que teve o contrato cancelado com o órgão, por causa de irregularidades.

Relembre o caso
No dia 12 de janeiro, rodoviários da cidade de Alagoinhas pararam as atividades como forma de protesto, porque estavam sem receber os salários de dezembro e o ticket alimentação.

A paralisação foi reflexo de uma outra greve, que durou 17 dias e terminou no dia 22 de dezembro de 2020. Os funcionários da empresa Viação Cidade das Águas alegaram que não foi cumprido o acordo feito entre as partes, já que o pagamento, que era para ter sido feito no dia 11de janeiro, não foi realizado.

Já no dia 26 de março deste ano, os ônibus do transporte público de Alagoinhas deixaram de circular. Os funcionários da empresa ATP decidiram apoiar os trabalhadores da Viação Cidade das Águas, que estavam com o FGTS e três meses de salários atrasados.

Fonte: G1

Next Post

Após 18 anos, Bolsa Família faz seu último pagamento nesta sexta-feira

Sex Out 29 , 2021
Programa será extinto por força da MP que cria o Auxílio Brasil; novo programa, entretanto, sofre com incertezas Nesta sexta-feira (29/10), mais de 1 milhão de brasileiros vão sacar sua parcela do Bolsa Família, como fazem todos os meses. E acabou. Depois de 18 anos, o programa de transferência de renda que já foi considerado modelo […]